• 193 
  •  
  •  
  •  
  •  

Corpo de Bombeiros RJ realiza seminário para oficiais na Cidade das Artes

Quarta, 10 Fevereiro 2021 19:08

 Contribuinte que quiser antecipar pagamento pode emitir boleto no site

Militares participaram do I Seminário de Integração para os Cursos da Escola Superior de Comando de Bombeiro Militar


Qualificação e integração foram as palavras de ordem do I Seminário de Integração para os Cursos da Escola Superior de Comando de Bombeiro Militar (ESCBM) que aconteceu, na segunda-feira (08.02), na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca.  O evento foi promovido pela Diretoria Geral de Ensino e Instrução da Escola Superior, reunindo mais de 150 oficiais.

Na abertura do simpósio, o subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), coronel Marcelo Pinheiro,  e o diretor de Ensino e Instrução da ESCBM, coronel Marcus Belchior, destacaram a importância de inserirem no quadro de formação da corporação as melhores práticas mercadológicas com o objetivo de formar oficiais que sejam líderes e gestores, capazes de produzir conhecimento de maneira institucional, com foco na aplicabilidade no cotidiano operacional do Corpo de Bombeiros.

- Muito mais do que a progressão de carreira, queremos que os nossos profissionais estejam motivados e preparados para aplicar no CBMERJ o conteúdo apresentado, sendo o profissional multidisciplinar que o mercado hoje exige. Por isso, minha mensagem é que os senhores honrem suas fardas, se dediquem aos seus cursos e apliquem seus conhecimentos em uma só direção: Vida Alheia e Riquezas Salvar - destacou o coronel Marcelo Pinheiro.

Em seguida, coronel Belchior agradeceu o apoio incondicional do comando geral do CBMERJ aos cursos de 2020/21, lembrando que novos processos já estão sendo aplicados nesse novo mundo pós-pandemia. Ele reforçou, ainda, que a função da ESCBM é formar oficias de excelência, que sejam líderes de suas equipes e gestores aptos às mudanças de paradigmas que a indústria 4.0 nos apresenta:

- A base de tudo é a educação e não poderia ser diferente no Corpo de Bombeiros. A instituição está muito consciente da importância e da necessidade de que seus oficiais atinjam um alto padrão de excelência e, para isso, estamos dando um salto qualitativo no direcionamento acadêmico e em toda linha educacional da corporação, focando sempre na máxima: Somos um corpo só, um time só, sempre prontos para salvar vidas e bens.

Primeira a se apresentar, a diretora técnica do Hospital Central Aristarcho Pessoa (HCAP), tenente-coronel Simone Simões, discursou sobre a saúde no CBMERJ: Passado, presente e futuro, lembrando a complexidade da gestão dessa área na corporação. Para ela, é fundamental acompanhar as transformações da humanidade, sempre pensando nos 24 mil homens e mulheres, entre ativos e inativos, atendidos pelo Sistema de Saúde CBMERJ.

O convidado Alexandre Gurgel, executivo e profissional em gestão empresarial, falou sobre a Elite de Gestão, apontando que a missão do gestor é a de “Fazer fazer” e que as equipes precisam ser motivadas a entregar soluções e não “delegar para cima”  esperando que o “chefe” resolva o problema.

- O líder é a pessoa que desconstrói, que tem percepção das oportunidades e habilidade para adequar as necessidades ao cotidiano. Para nos conectarmos à gestão 4.0, o pensamento inovador tem que se tornar um hábito, a estratégia tem que estar inserida na mente de todos que estão envolvidos no processo e o orçamento tem que estar sempre integrado com a solução. Para isso tudo acontecer o treinamento é fundamental – disse ele em sua palestra.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, o coronel da reserva do Exército Brasileiro, Herventon de Assis, falou sobre a tríade “Ética, Sustentabilidade e Responsabilidade Social”, associada ao pensamento inovador e à qualidade no planejamento, saberes essenciais para o gestor e fatores decisivos para o sucesso:

- Planejar demais e executar de menos são erros constantemente cometidos. O nosso desafio aqui é implantar a educação com competência na instituição. Sabemos que hoje a velocidade dos fatos é extremamente rápida, não nos dando tempo de pensar no futuro. A questão é quebrar esse paradigma e pensar no que o profissional precisa para trabalhar nesse momento em que vivemos, da passagem da tecnologia 3.0 para a 4.0. Fazemos isso pensando fora do contexto e aprendendo a mobilizar competências.

O último palestrante do dia, o professor Flávio Ezequiel, resumiu a gestão como a maneira que as pessoas se organizam para trabalhar. Segundo ele, em um passado recente, a palavra de ordem era melhoria contínua. Hoje, o foco é no planejamento - que é revisto a cada três meses:

- As empresas hoje têm que praticar a agilidade e, no caso do Corpo de Bombeiros, isso é primordial, pois o oficial tem que estar sempre pronto para não só agir, mas mudar a estratégia de acordo com a missão.

Encerrando os debates, o comandante da ESCBM, coronel Chrizantho Cordeiro, agradeceu a atenção e a presença de todos os convidados e oficiais, frisando que a corporação é uma grande empresa e que o produto final é o bem-estar e a vida de nossos clientes: a população do Estado.  Ele disse, ainda, que para isso todas as instâncias do comando estão mobilizadas:

- Nós, bombeiros, somos inquietos, e parafraseando nosso comandante Belchior, temos muita garra para conquistarmos um salto quântico na profissionalização da instituição, dando os passos necessários e atualizando nossas valências curriculares para salvar vidas e riquezas alheias.

 

Produção: Equipe ACS